sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Você tem o costume de se colocar no lugar do outro?

Quando nos colocamos no lugar de alguém para tentar entender seu ponto de vista, fica mais fácil compreender e aceitar as diferenças. E mais, nasce aí um sentimento dos mais nobres: a compaixão.
Quando você compreende o outro passa a querer ajudar ao invés de julgar ou ter pena.
Pensar nisso é fundamental para nos transformar e transformar o mundo.
É esse pensamento que vai fazer com que a gente passe da lamentação para a ação.
Ficar triste ao ver uma criança doente no hospital ou pessoas morando na rua é normal. O que não pode é ficar só nisso. Quando imaginamos como nos sentiríamos nessa situação, tudo muda.
A gente passa a ter vontade de mudar aquilo. E é aí que percebemos como temos o poder de transformar, com pequenas atitudes, a vida do outro e o mundo.
Pode ser uma carona num dia de chuva, um trabalho voluntário, um prato de comida ou simplesmente uma porta aberta.
Existem muitas maneiras de exercer a compaixão e ajudar o outro.

 

Aprenda a ser Humilde

Virtude, força, caráter: Estes são o primeiro degrau para um rumo certo. Quem trata a vida com arrogância e manipula o orgulho sem medidas, arrasta a vaidade e o egoísmo para o fundo de um buraco negro, aonde a luz é impenetrável e a benção se torna impossível.
Aprender a ser humilde é viver sem fronteiras, sem preconceitos, mas sempre com respeito, com consideração ao valor do outro.
Isto é, respeito ao ser humano com restrições na saúde física, saúde mental, saúde emocional, saúde espiritual.
Respeito aos animais, que indefesos nada fizeram para prejudicar, apenas pedem para viver. Respeito às florestas e todas as flores que emanam perfumes que pedem para viver.
Respeito aos oceanos que, senhores do planeta, tem seus recursos abundantes, pedem para manter a vida aquática.
Respeito ao ar que mantém a vida, e deve ser preservado, pois todo o magnetismo que rege o planeta Terra reage àquele que com o dedo impõe sua conduta, com a língua manifesta sua grandeza, com a mão desfaz o que é certo, com os pés risca caminhos e provoca amargura, decepção e desrespeito.

Aprenda a ser humilde descendo de um degrau alto para receber qualquer ser vivo com respeito, amor e dignidade.

Em contrapartida, seja humilde para receber de um Grande, a luz, a sabedoria, a ciência da vida, o valor que ninguém pode desacreditar.
Sem humildade somos corpo sem vida, alma sem propósito, mente perturbada, razão sem resultado, somos e seremos luzes apagadas.
Abra seu coração, amplie sua mente, expanda sua consciência, libere sua energia com o primeiro passo no rumo certo na vida: humildade.

 

Só lhe tiram a paciência, se você permitir!

Conta a lenda que um velho sábio, tido como mestre da paciência, era capaz de derrotar qualquer adversário.
Certa tarde, um homem conhecido por sua total falta de escrúpulos apareceu com a intenção de desafiar o mestre da paciência.
O velho aceitou o desafio e o homem começou a insultá-lo.
Chegou a jogar algumas pedras em sua direção, cuspiu em sua direção e gritou todos os tipos de insultos.
Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho permaneceu impassível.
No final da tarde, sentindo-se já exausto e humilhado, o homem se deu
por vencido e retirou-se. Impressionados, os alunos perguntaram ao mestre como ele pudera suportar tanta indignidade.
O mestre perguntou:
Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita,
a quem pertence o presente?
A quem tentou entregá-lo, respondeu um dos discípulos.
O mesmo vale para a inveja, a raiva e os insultos.
Quando não são aceitos, continuam pertencendo a quem
os carregava consigo.
A sua paz interior depende exclusivamente de você.
As pessoas não podem lhe tirar a calma.
Só se você permitir…

Atenção!

 

 

Aprender a conviver com o outro…

Durante uma era glacial muito remota, quando parte do globo terrestre esteve coberto por densas camadas de gelo, muitos animais não resistiram ao frio intenso e morreram indefesos, por não se adaptarem às condições do clima hostil.
Foi então que uma grande manada de porcos-espinhos, numa tentativa de se proteger e sobreviver, começou a unir-se e a ajuntar-se mais e mais. Assim, cada um podia sentir o calor do corpo do outro e todos juntos, bem unidos, agasalhavam-se mutuamente, aqueciam-se, enfrentando por mais tempo, aquele inverno tenebroso.
Porém – vida ingrata! – os espinhos de cada um começaram a ferir os companheiros mais próximos, justamente aqueles que lhes forneciam calor, aquele calor vital, questão de vida ou de morte. E afastaram-se feridos, magoados, sofridos. Dispersaram-se por não suportar por mais tempo os espinhos dos seus semelhantes.
Mas esta não foi a melhor solução. Afastados e separados, logo começaram a morrer congelados. Os que não morreram voltaram a aproximar-se pouco a pouco, com jeito, com preocupação. De tal forma que, unidos, cada qual conservava uma certa distância do outro, mínima, mas o suficiente para conviverem sem mágoas, sem causar danos recíprocos. Assim resistiram à longa era glacial. E sobreviveram!
É preciso aprender a conviver. Isto é urgente!

A vida é a melhor escola! Aqueles porcos-espinhos aprenderam depressa, que, para sobreviverem, era preciso aprender a conviver.
Esta é a moral da história: Viver juntos não basta, é necessário aprender a conviver com o outro!

 

 

Todas escolhas tem consequências

A todo instante fazemos escolhas em nossas vidas.
Até mesmo o fato de não escolher, já é uma escolha.
Escolhemos sair ou ficar em casa, escolhemos terminar o trabalho hoje ou deixar para amanhã, se queremos andar com fulano ou ciclano…
Tudo na vida é uma questão de escolha.
O fato é que as escolhas têm consequências. Todas as escolhas têm consequências!
O que precisamos avaliar é que ao decidirmos seguir um caminho, realizar um sonho, conquistar uma meta iremos pagar um preço por isso.
É uma escolha.
Podemos perder algo, mas também podemos ganhar algo.
A dica é que você reflita sobre suas atitudes, procure ser menos impulsivo e perceba que não existe o certo e o errado: tudo é uma questão de valorização pessoal e uma avaliação sobre “o que se ganha e o que se perde com cada escolha que fazemos”.
Não quero aqui, de forma alguma, pregar minha escala de valores, tampouco julgar suas escolhas, apenas alertá-lo que, se estiver consciente das consequências, talvez sua vida comece a ter resultados mais acertados a cada dia.
Lembre-se: Todas as escolhas têm consequências, reflita antes de agir.
E creia: você terá mais liberdade de dizer sim ou não para os eventos de sua vida e com certeza irá se arrepender bem menos de resultados diferentes dos esperados.

              Coisas que a vida nos ensina…

Cada dia em nossas vidas nos ensina lições que muitas vezes nem percebemos.
Desde o nosso primeiro piscar de olhos, desde cada momento em que a fome bate, desde cada palavra que falamos.
Passamos por inúmeras situações, na maioria delas somos protegidos, até que um dia a gente cresce e começamos a enfrentar o mundo sozinhos.
Escolher a profissão, ingressar numa faculdade, conseguir um emprego…
Essas são tarefas que nem todos suportam com um sorriso no rosto ou nem todos fazem por vontade própria.
Cada um tem suas condições de vida e cada qual será recompensado pelo esforço, que não é em vão.
Às vezes acontecem coisas que a gente nem acredita.
Às vezes, dá tudo, tudo errado!
Você pensa que escolheu a profissão errada, que você mão consegue sair do lugar, ás vezes você sente que o mundo todo virou as costas…
Parece que você caiu e não consegue levantar…
Está a ponto de perder o ar…
Talvez você descubra que quem dizia ser seu amigo, nunca foi seu amigo de verdade e talvez você passe a vida inteira tentando descobrir quem são seus inimigos e nunca chegue a uma conclusão.
Mas nem tudo pode dar errado ao mesmo tempo, desde que você não queira.
E aí… Você pode mudar a sua vida!
Se tiver vontade de jogar tudo pro alto, pense bem nas conseqüências, mas pense no bem que isso poderá proporcionar.
Não procure a pessoa certa, porque no momento certo aparecerá.
Você não pode procurar um amigo de verdade ou um amor como procura roupas de marca no shopping e nem mesmo encontra as qualidades que deseja como encontra nas cores e tecidos ou nas capas dos livros.
Olhe menos para as vitrines, mas tente conhecer de perto o que está sendo exibido.
Eu poderia estar falando de moda, de surf, de tecnologia ou cultura, mas hoje, escolhi falar sobre a vida!
Encontre um sentido para a sua vida, desde que você saiba guiá-la com sabedoria.
Não deixe tudo nas mãos do destino, você nem sabe se o destino realmente existe…
Faça acontecer e não espere que alguém resolva os seus problemas, nem fuja deles.
Encare-os de frente. Aceite ajuda apenas de quem quer o seu bem, pois embora não possam resolver os seus problemas, quem quer o seu bem te dará toda a força necessária pra que você possa suportar e…
Confie! Entenda que a vida é bela, mas nem tanto…
Mas você deve estar bem consigo mesmo pra que possa estar bem com a vida.
Costumam dizer por aí que quem espera sempre alcança, mas percebi que quem alcança é quem corre atrás…
Não importa a tua idade, nem o tamanho de seu sonho…
A sua vida está em suas próprias mãos e só você sabe o que fazer com ela…

 

Não julgue a vida por apenas uma fase!

Um homem morava no deserto e tinha quatro filhos.
Querendo que seus filhos aprendessem a valiosa lição da não precipitação nos julgamentos, os enviou para uma terra um onde tinha muitas árvores. Mas ele os enviou em diferentes épocas do ano.
O primeiro filho foi no inverno, o segundo na primavera, o terceiro no verão e o mais novo foi no outono.
Quando o último deles voltou, o pai os reuniu e pediu que relatassem o que tinham visto.
O primeiro filho disse que as árvores eram feias, meio curvadas, sem nenhum atrativo.
O segundo filho discordou e disse que na verdade as árvores eram muito verdes e cheias de brotinhos, parecendo ter um bom futuro.
O terceiro filho disse que eles estavam errados, porque elas estavam repletas de flores, com um aroma incrível e uma aparência maravilhosa!
Já o mais novo discordou de todos e disse que as árvores estavam tão cheias de frutos que até se curvava com o peso, passando a imagem de algo cheio de vida e substância.
Aquele pai então explicou aos seus filhos adolescentes que todos eles estavam certos. Na verdade eles viram as mesmas árvores em diferentes estações daquele mesmo ano.
Ele disse que não se pode julgar uma árvore ou pessoas por apenas uma estação ou uma fase de sua vida. Ele explicou que a essência do que elas são, a alegria, o prazer, o amor, mas também as fases aparentemente ruins que vem daquela vida, só podem ser medidas no final da jornada quando todas as estações forem concluídas.
Se você desistir quando chegar o “inverno”, você vai perder as promessas da primavera, a beleza do verão e a plenitude do outono.
Não permita que dor de apenas uma “estação” destrua a alegria de todas as outras.
Não julgue a vida por apenas uma fase. Persevere através dos caminhos dificultosos e épocas melhores virão com certeza!

Reflexão


Fé na vida e no que virá!

O amor, a paixão, a desilusão…
A dor, o sofrer, o querer.
Saudade, ansiedade, serenidade,
Impulsividade, maldade…
Nada fica pra sempre
Cada ser na sua existência
Tem o seu tempo
Marcado, predestinado.
O tempo é o melhor remédio
Para a cura
De tantas particularidades,
Pois as mazelas em nossas vidas
Vêm de nossas ações
Impensadas, precipitadas.
Para que não se escorregue
Em nossas impetuosidades
A fé é o melhor caminho.
Fé na vida e no que virá
Reze que vai acalmar
E um novo dia
Você terá
Na vida tudo passará!

 

 

Você é alguém especial!

Na vida fazemos muitos julgamentos.
Fazemos julgamentos sobre o que vestir, o que comer, aonde ir, que carreiras seguir e quem escolher para amigos.
Mas nenhum julgamento é tão importante como o que fazemos sobre nós mesmos.
Este único julgamento influencia tudo o que fazemos, afetando as nossas atitudes quanto à vida.
Algumas pessoas têm dificuldade em acreditar que sucesso, grandeza ou valor podem acontecer nas suas vidas, ou nas vidas daquelas ao seu redor.
É como se isso acontecesse só com os outros, em lugares distantes.
É importante que você saiba que grandeza e sucesso emergem de pessoas que começam a aceitar a si mesmas e as habilidades que lhes foram dadas por deus.
Você não pode fazer tudo, mas pode sempre se lembrar do seguinte:
Eu sou apenas um,
Mas ainda sou um.
Não posso fazer tudo, mas ainda posso fazer algo.
E porque não posso fazer tudo não recusarei fazer algo que posso fazer.
Você é muito mais que 208 ossos, 500 músculos, sete mil nervos e alguns quilos de pele.
Você é alguém especial.
Aceite isso, celebre isso.
Esse é o início de uma vida de sucesso.

Reflita

Vá a luta!

A vida é cheia de obstáculos. Que prazer teria, a vida, se fosse o contrário? O que torna a vida interessante é o prazer que se tira quando se destrói os obstáculos que se encontra pelo caminho.
A vida não seria uma escola se tudo fosse conseguido facilmente.
A vida é uma escola que nos ensina constantemente, com os nossos erros e com as nossas experiências. Os erros cometidos servem para nos mostrar o caminho da verdade, faz-nos conhecer as pessoas que nos rodeiam e faz-nos crescer como humanos.
Quem pensa que na vida vai alcançar tudo que deseja, sem nenhum tipo de obstáculo, essa pessoa não conseguirá resolver os problemas da vida com sabedoria e paciência.
Nunca na vida estamos totalmente bem, sempre alguma coisa nos incomoda quer no trabalho, quer na vida familiar, quer no aspecto financeiro, entre outros.
Há pessoas que dizem: “Eu não sei o que fiz, parece que nasci para sofrer, não consigo ser feliz”.
Mas, o que essas pessoas não sabem é que, cada um de nós é quem decide ser feliz ou infeliz em cada situação da vida, dependendo da forma como se encara os problemas.
É preciso desfrutar dos pequenos prazeres que a vida nos oferece, que por serem pequenos muitas vezes achamos que não vale a pena dar-lhes importância.
Por exemplo os momentos de convívio com a família ou amigos, o dia do pai ou da mãe quando o filho nos oferece um presente feito com as próprias mãos, o primeiro passo do teu filho, entre outros, são momentos que se recordam para sempre e que nos dão prazer de viver…
Normalmente vemos as pessoas reclamando da vida, do salário, do emprego, do patrão, do governo, de tudo e de todos. As pessoas esperam que as coisas melhorem um dia. Mas são poucos que fazem alguma coisa para que sua situação mude.
Sabendo que temos um potencial imenso, não podemos ficar esperando que alguém mude nossa vida, nós é que temos que agir.
O filho pródigo poderia ficar aguardando que o patrão mudasse, que a situação dele mudasse… Que não sentisse mais fome, mas não, nada disso.
E hora de sonhar e agir. Somos filhos de DEUS. Temos um potencial extraordinário.
Não temos que nos conformar com migalhas, com sobras, com restos… Vá à luta.